Tech Girls

Qual é a motivação ao se criar este grupo?

Um pouco de Carreira, Mulheres&Tecnologia

Próximo ao completar 40 anos de idade, ao longo da minha carreira, foi necessário eu voltar a fazer um novo curso superior, desta vez em Tecnologia da Informação, pois minha bagagem profissional e de educação ( faculdade e 2 pós- graduações) já não eram mais suficientes.

Não foi nada fácil conciliar trabalho bem puxado e ambiente nada amistoso para o aprendizado, já que a área de Tecnologia era dominado por apenas homens que tudo que me respondiam quando eu tinha dúvida era: “você não é técnica”. E assim, lá fui eu, fazer faculdade de Tecnologia da Informação no Centro Universitário Senac em São Paulo. E, paralelamente, para eu obter mais rapidamente os conhecimentos, estudei ao mesmo tempo da faculdade, cursos complementares chamados de bootcamps, que exigiram semanas dedicadas e bem intensas.

E, depois desta completa maratona, não é que eu virei uma técnica. kkkkkkkk 

Portanto, ao invés de discutir de ser ou não ser técnica, provei com evidências que qualquer mulher sim, pode conquistar e ser respeitada no ambiente de trabalho.

E  devido a toda esta dificuldade de ser julgada por aparências, que todas nós mulheres passamos e muitas ainda passam,  é que me motivou a fundar o projeto social Tech Girls, onde mulheres dividem o conhecimento com suas colegas, portanto o principal tema é Mulheres&Tecnologia.

Motivação 1

Olha eu aí,  na foto ( lado esquerdo) como destaque na capa do site do curso de programação www.lewagon.com/pt-BR/sao-paulo. Até descabelada eu estava, de tão difícil para acompanhar o curso que ensina a “codar” e lógica de programação. Orgulhosamente com as únicas colegas mulheres da turma: Caroline Moreira ( atualmente trabalhando na área de tecnologia do Uber) e Luana Perin ( atualmente trabalhando na área de tecnologia no NuBank).

Provamos que mesmo diante de muita dificuldade e ritmo insano das aulas ( além o investimento alto no curso R$ 18 mil), foi possível aprender a linguagem de computação Ruby on Rails e sairmos capacitadas como Desenvolvedoras de Software Full-Stack, isto é, para atuarmos tanto no front-end, como no  back-end.

Saiba mais sobre minha carreira e atividades profissionais no Linkedin, clique no botão.

 

 

Motivação 2

Em apoio a outros grupos para turmas mais avançadas de Mulheres& Tecnologia como as Women Techmakers de Curitiba.

Portato a frase que me inspira é:

Aquilo que não te desafia, não te transforma.

Vamos juntas aprender e conquistar?

Gisele Lasserre

Fechar Menu
× Como posso te ajudar?